in

A história do “filho adotivo” de Cristiano Ronaldo, sobrevivente de um tsunami que diminuiu a sua família

Lembra-se de Martunis, o menino que perdeu tudo quando tinha 7 anos, devido ao tsunami devastador da Indonésia no ano de 2004?

Apesar de todo o sofrimento, o jovem faz atualmente parte de uma equipa profissional e sonha seguir os passos do seu ídolo, Cristiano Ronaldo, que foi quem o ajudou.

No fatídico dia 26 de dezembro de 2004, Martunis estava a jogar futebol com os seus amigos na praia da cidade de Banda Acech, na Indonésia, muito perto do epicentro do terramoto responsável pelas ondas que atingiram os 30 metros de altura.

© JEWEL SAMAD / AFP / Getty Images

“Primeiro, agarrei-me a uma cadeira que tínhamos na escola, mas comecei a afundar, até que vi um tronco a flutuar. Subi para cima dele e ele levou-me para terra”, lembra o jovem, que foi encontrado três semanas depois, com uma camisola da seleção portuguesa vestida.

A sua história percorreu o mundo, e Cristiano Ronaldo não conseguiu ficar indiferente – principalmente depois de o pequeno Martunis expressar, numa das suas primeiras entrevistas, a sua profunda admiração pelo craque e pelo seu primeiro clube, o Sporting.

Então, o atual jogador da Juventus, que na altura jogava pelo Manchester United, viajou até à cidade destruída de Martunis e comprometeu-se a pagar pela educação do menino.

“Acho que muitos adultos não seriam capazes de lidar com o que aconteceu com este menino. Ele é especial”, disse Cristiano Ronaldo.

E foi assim que Martunis passou a ser conhecido como o “filho adotivo” do atacante português.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Martunis Ronaldo (@martunis_ronaldo) a

Entretanto, Martunis reencontrou o seu pai, que felizmente sobreviveu ao tsunami, mas teve conhecimento de que a sua mãe e irmãos tinham falecido.

A Federação Portuguesa de Futebol, em conjunto com o próprio Cristiano Ronaldo, fez questão de doar 40.000€ (cerca de 180.000 reais) para a reconstrução da casa de Martunis e do pai, e ainda os convidou para visitar a Europa. Na sua viagem em 2005, Martunis ainda conheceu Eusébio, jogador português lendário.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Martunis Ronaldo (@martunis_ronaldo) a

Ao crescer no seu país, o seu amor por Cristiano Ronaldo continuou a aumentar, tanto que nas suas redes sociais, começou a usar o nome de Martunis Ronaldo.

O jovem nunca deixou de jogar futebol, e em 2015 conseguiu realizar um dos seus maiores sonhos: jogar no Sporting.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Martunis Ronaldo (@martunis_ronaldo) a

O clube português seguiu Martunis durante todos aqueles anos, e anunciou que o ia contratar para as camadas juvenis. “O sobrevivente do tsunami de 2004 vai crescer e formar-se no Sporting”, comunicou o clube.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Martunis Ronaldo (@martunis_ronaldo) a

Nos últimos tempos, o jovem tem vivido altos e baixos, devido à dificuldade de adaptação a um país novo e uma lesão no joelho.

Ainda assim, a sua relação com Cristiano Ronaldo continua intacta, e recentemente o jovem viajou até Turim para ver a vitória da Juventus por 4-3 contra o Napoli, com um golo do craque português.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Martunis Ronaldo (@martunis_ronaldo) a

Para além de Cristiano Ronaldo, Martunis também atraiu a atenção e compaixão de outras estrelas internacionais, como as famosas cantoras Celine Dion e Madonna, que quiseram conhecer o jovem.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Martunis Ronaldo (@martunis_ronaldo) a

Madonna chegou mesmo a convidá-lo para sua casa, em Londres, e a ajudá-lo financeiramente para ele conhecer os pontos turísticos da cidade e outros lugares em Inglaterra.

Martunis tornou-se um símbolo, a imagem internacional da esperança no meio do caos, tendo conseguido sobreviver ao tsunami por 21 dias.

Mantras para trazer riqueza e abundância à sua vida

A história de amor deste homem que pedalou da Índia à Suécia pela mulher