in

A cerveja é melhor que o leite para os ossos das mulheres, segundo estudo

Sabia que a cerveja pode ser benéfica para a saúde, principalmente para as mulheres? Segundo o Centro Nacional de Avaliação de Risco de Osteoporose, é como se a cerveja tivesse sido feita para elas, porque lhes traz mais benefícios que o leite ou cálcio em comprimidos.

Com o passar dos anos, torna-se cada vez mais difícil preservar a densidade óssea. Felizmente, há uma aliada adorada por todos: a cerveja, que ajuda não só a melhorar o funcionamento do organismo, como também a recuperar após esforços físicos.

As mulheres que bebem um copo de cerveja com regularidade têm uma probabilidade menor de sofrer fraturas do quadril. Embora possa parecer pouco, a verdade é que este tipo de fratura está ligada a uma queda muito grande na expectativa de vida feminina.

O New England Journal of Medicine acompanhou 12.000 mulheres mais velhas, e as conclusões foram bastante interessantes. As que tinham o hábito de tomar meio copo de cerveja por dia apresentavam menos deficiências cognitivas e degenerativas, comparando com as que não bebem cerveja.

A explicação está no lúpulo, presente na cerveja, cujas propriedades medicinais e cosméticas são extensas e muito apreciadas.

O lúpulo é um ingrediente essencial na produção de cerveja. Pertencente à família do cânhamo e canabinóides, o lúpulo atua como uma hormona de substituição natural, podendo mesmo reduzir síndromes pré-menopáusicas.

Antigamente, o lúpulo era utilizado devido aos seus efeitos sedativos e antissépticos e forte ação contra bactérias.

Na Europa, ganhou popularidade principalmente por causa das suas propriedades antioxidantes e antidepressivas – afinal, sendo uma planta canabinóide, possui elementos psicoativos.

Porém, é importante não cometer excessos, porque abusar do álcool é prejudicial a nível cognitivo.

A moderação é, como sempre, o segredo! Não beba mais de meio copo de cerveja por dia, a dose diária recomendada pelos especialistas.

Nota: antes de adotar um hábito, consulte sempre o seu médico, especialmente se estiver grávida ou tiver problemas de saúde.

PARTILHE!

A história de Scarlett, a gata que atravessou o fogo 5 vezes para salvar os seus filhotes

6 motivos válidos pelos quais um divórcio é muito melhor que um casamento infeliz